Leandra Lambert e Alex(andre) Mandarino trabalham juntos desde 2009. Realizam composições eletrônicas experimentais que estabelecem relações com outros elementos, tais como: a edição e organização de vestígios sonoros de performances; escritas, desenhos, fotografias e pinturas agindo como geradoras de som, interpretadas como frequências audíveis; e improvisos vocais editados e processados, que se aproximam da text-sound composition e da poesia sonora. Trata-se de um território que se mistura ao da "arte sonora", podendo também tomar a forma de instalações e proposições que não são estritamente musicais, mas compostos de elementos visuais, textuais, etc.

Um álbum, Antes da Terra Incógnita (Hypervoid), está disponível no SpotifyiTunes, Apple Music, Tidal, Deezer, Amazon, Groove, Google Play, Bandcamp e Soundcloud, entre dezenas de outras lojas.

Em 2012 ganharam o primeiro lugar no III CONCURSO LATINOAMERICANO DE COMPOSICIÓN ELECTROACÚSTICA GUSTAVO BECERRA-SCHMIDT 2012, com a música Cortina de Ruínas, composta a partir de fragmentos e loops derivados de gravações de performances na Cortina de Ruínas Leves. A música teve sua estréia em 2013 no Festival Ai-Maako (Valparaíso, Chile), foi executada em concerto no Evans Hall (New London, EU, 2014) e lançada em álbum com os vencedores de 2012 e 2013 do concurso.

Download gratuito no Pueblo Nuevo Netlabel, em:http://pueblonuevo.cl/2015/04/02/concurso-gbs-12-13/

Em 2010 foram selecionados para a exposição internacional BrAda: Celebrando Ada, na galeria virtual blanktape, com três peças sonoras que se referem ao universo de Ada Lovelace.