Terça-feira
Out132015

MiX Education na UERJ e Fábrica Aberta na Bhering

Super evento da Camilla Rocha Campos: Arte, performance e (s)educação na UERJ.

Mix Education

Mais uma vez acontece o evento anual FÁBRICA ABERTA, na Bhering, paralelo à ArtRio - dias 12 e 13/09.

Teve show do Terra Incógnita, exposição de trabalhos meus e performance Cut-Up Tragedy no microcosmo do nosso atelier.

Facebook da Fábrica

 

Terça-feira
Ago252015

II COLÓQUIO EM ARTES UERJ/PARIS 1 

 

MUDANÇA DE HORÁRIO: ABERTURA DIA 2, ÀS 16H

 

II Colóquio em Artes Uerj/PARIS 1  | Exposição No Museu do Meio Ambiente

MOBILIDADE E NARRATIVA NO ESPAÇO URBANO: CONSTRUÇÃO, RECEPÇÃO E PARTICIPAÇÃO 

 

Sobre o tema

O evento Mobilidade e narrativa no espaço urbano: construção, recepção e participação é uma atividade vinculada à convenção assinada entre a Universidade do Estado do Rio de Janeiro e a Université de Paris I (Sorbonne).

Os grupos de pesquisa coordenados pelos professores Bernard Guelton (Paris 1) e Luiz Cláudio da Costa (Uerj) organizam em colaboração o colóquio Mobilidade e relato no espaço urbano: construção, recepção e participação. Em paralelo, serão organizados dois eventos: uma exposição dos alunos doutorandos das duas equipes e um workshop, dirigido pelo professor Bernard Guelton, no quadro do projeto de jogos em realidades alternadas “Hupareel”.

A figura do andarilho, do flâneur, “a arte em deslocamento” tem animado massivamente as práticas e reflexões há algumas décadas. O flâneur baudelairiano, a deriva situacionista e as práticas da Land art (Hamish Fulton, Richard Long) têm nutrido como plano de fundo a reflexão sobre esse novo paradigma. A “obra” se experimenta fora da instituição, no espaço urbano e em escala planetária. Uma “cineplástica” que se preocupa sobretudo com o gesto, a performance, as atitudes e não com o objeto. Os vestígios deixados no lugar, os registros fotográficos ou videográficos testemunham essa “nova” mobilidade e permitem construir os relatos dessas experiências. Se os relatos devem ser reconstruídos pelo espectador, a anterioridade dos gestos e a figura do artista são ainda determinantes.

Exposição 

Data de abertura: 2 de setembro de 2015, 20h.

Visitação: 3 a 15 de setembro de 2015 - Terça a Domingo, de 9h às 17h; Segundas, de 12h às 17h.

Local: Museu do Meio Ambiente (Jardim Botânico)

A Exposição em uma galeria do Museu do Meio Ambiente reúne sete doutorandas e pesquisadoras das universidades organizadoras do evento. As instalações apresentadas utilizarão diferentes meios: vídeos, fotografias, dispositivos sonoros, textos, de maneira única ou combinada. As artistas envolvidas: Nikoleta Kerinska, Edith Magnan, Aurélie Herbet, Alice Forge, Jacqueline Siano, Leandra Lambert, Isabel Cunha.

 

II Colóquio em Artes Uerj/PARIS 1  

Data: 03 a 04 de setembro de 2015

Local: Museu do Meio Ambiente (Jardim Botânico, RJ)

Site: https://mobilidadenarrativa.wordpress.com

Inscrições para ouvintes no site - com certificado para quem comparecer a pelo menos 75% do colóquio. Limite de 60 vagas. Possibilidade de inscrição no local, caso restem vagas.

Facebook: https://www.facebook.com/mobilidadenarrativa

Programação do colóquio

1º DIA – 03/09, quinta-feira 

10:00 às 10:30 – Abertura (Mesa de apresentação dos coordenadores)

10:30 às 11:30 – Conferência: Xavier Boissarie

11:30 às 12:00 – Debate

12:00 às 14:00 – Almoço

14:00 às 15:00 – Mesa 1: Bia Medeiros, Édith Magnan, Aurélie Herbet

15:00 às 15:30 – Debate

15:30 às 16:30 – Mesa 2: Floriano Romano, Isabel da Cunha, Caroline Sebilleau

16:30 às 17:00 – Debate

 2º DIA – 04/09, sexta-feira

10:30 às 11:30: Conferência: Bernard Guelton

11:30 às 12:00: Debate

12:00 às 14:00 – Almoço

14:00 às 15:00 – Conferência: Luiz Cláudio da Costa

15:00 às 15:30 – Debate

15:30 às 16:30 – Mesa 3: Leandra Lambert, Nikoleta Kerinska, Jacqueline Siano

16:30 às 17:00 – Debate

 

Workhop Rio de Janeiro / Paris

Data:  31 de agosto e  1 de setembro de 2015

Local: Jardim Botânico RJ

Um workshop será realizado no Rio de Janeiro/Paris, no quadro do projeto de jogos em realidades alternadas “Hupareel” entre Paris-Shangai-Montréal, adicionando uma quarta cidade à cidade virtual e ficcional de Hupareel. Evoluindo e interagindo simultaneamente nas cidades do Rio de Janeiro e de Paris, os participantes nas duas cidades explorarão uma nova face da cidade de Hupareel. Os vídeos e as experiências deste workshop serão apresentadas em galeria do circuito de arte.

 

Local 

Museu do Meio Ambiente

Rua Jardim Botânico, 1008

Jardim Botânico

Rio de Janeiro, RJ

 

 

Quarta-feira
Jul222015

Panor'almas @ Vitrine am, Paris.

▬▬▬▬▬▬ VERNISSAGE ▬▬▬▬▬▬
Le 15.07.2015 | 18:00 - 21:00 | En présence des artistes

Commissaire d'exposition : Nina Sales
Un évènement ArtMaZone & La vitrine am
En collaboration avec SACI - Soluções em Arte Colaborativa IndependenteL'Art en direct

 

Domingo
Jul122015

Braises d'aujourd'hui - Corpus - Paris

Exposition d'artistes du Brésil e d'ailleurs.
Artistas brasileiros e europeus expondo trabalhos que dialogam entre si.

Renata Sgarbi x Emmanuel Rivière

 Cláudia Catherine Perpétuo x Ljubisa Danilovic

Nathalie Perret x Stella Bierrenbach 

Julio Perestrelo Vicente x Hanaé Ciuni 

Rodrigo Rodrigues x Florence Soissong 

Leandra Lambert x Brice Maré 

Rudi Sgarbi x Mikolaj Wroblewski


Vídeos de:

Cecilia Cavalieri

Sean Hart

Marsal Leo

Leandra Lambert

e outros.


@ Confluences, 190 Boulevard de Charonne, 75020. Juillet/Julho 6-31.

Comissaire d'exposition Nina Sales.

 — em CONFLUENCES

Álbum de fotos no Facebook

http://braises.org

http://leandralambert.net/cut-up-tragedy/

Segunda-feira
Abr202015

Atlantic Sound Cartographies na Filigrane revue

Artigo "Atlantic Sound Cartographies" no periódico francês de música, musicologia e arte sonora "Filigrane", Paris 8 / Lille 3 / CEAC. / Paper "Atlantic Sound Cartographies" in the french revue of music, musicology and sound art "Filigrane", Paris 8 / Lille 3 / CEAC.

Nesta edição / in this edition:

  • Guillaume Loizillon, Kostas Paparrigopoulos et Makis Solomos - Editorial [texte integral]
  • Jean-Michel Beaudet
  • Anastasia Georgaki
  • Isabel Pires et Rui Pereira Jorge
  • Antonia Soulez
  • Michel Risse
  • Christine Esclapez
  • Leandra Lambert
  • Ariadna Alsina Tarrés, Kumiko Iseki et Namur Matos Rocha
  • Stephan Moore et Scott Smallwood
  • Ros Bandt
  • Élise Petit
  • Ariadna Alsina Tarrés
  • Claire Payement (entretien inédit d’Éliane Radigue)

 

Sexta-feira
Abr032015

Déambulations Poétiques - Paris

http://www.curry-vavart.com/cp5-30.htm

Cut-up Tragedy - Déambulations Soniques (Lost in android translation)

http://leandralambert.net/cut-up-tragedy/

Sexta-feira
Abr032015

Cortina de Ruínas - Pueblo Nuevo Netlabel

Finalmente aconteceu o lançamento do álbum com os vencedores de 2012 e 2013 do Concurso Latino-Americano de Composição Eletroacústica e Eletrônica Gustavo Becerra-Schmidt. Eu e Alex Mandarino estamos no meio, com "Cortina de Ruínas", que foi criada a partir da edição dos sons gravados em uma série de performances e foi uma das vencedoras de 2012, na categoria eletrônica-experimental.

Download gratuito no Pueblo Nuevo Netlabel, em: http://www.pueblonuevo.cl/pn_site/index_pn097.htm

 

Sexta-feira
Mar062015

Ocupação ARTE SONORA

  “Por via das dúvidas”, 2010, gravura, jato de tinta sobre papel, 53,5×53,5 cm – Franz Manata e Saulo Laudares.

"A ocupação ARTE SONORA coloca o som no centro da questão, durante dois meses, no Castelinho do Flamengo. Artistas, DJs, músicos e pesquisadores apresentarão instalações, palestras, vídeos, performances, lives, DJ sets, além de realizar gravações de podcasts e mixtapes.

Durante a ocupação os organizadores do projeto, Franz Manata e Saulo Laudares, irão transferir suas atividades de ateliê para o centro cultural.

As quartas e sextas-feiras serão dedicadas ao The Place, prática desenvolvida pelo duo desde 1998, que consiste em um espaço coletivo de experiências sonoras, onde artistas, pesquisadores, djs, músicos e o público compartilham seus interesses e experiências em torno do som.

Os participantes

Alex Mandarino ▪ Anna Costa e Silva ▪ Bhagavan David ▪ BQVC ▪ Caio Cesar Loures ▪ Carlos Lafert ▪ Felipe Vaz ▪ Gabriel Cavalleiro ▪ πollanda ▪ Jose Hesse ▪ Lara Leal ▪ Leandra Lambert ▪ Leliene Rodrigues ▪ Luisa Puterman ▪ Luiza Porto ▪ Marcelo Mudou ▪ Mila Bartilotti ▪ Nuvem Movel ▪ O Grivo ▪ Pedro Victor Brandão ▪ Ricco Garcia ▪ Savio de Queiroz ▪ Sean Diss ▪ Vivian Caccuri …e segue crescendo…

"ATENÇÃO: silêncio", 2009, tela, adesivo, protetores auriculares e concha de vidro - Leandra Lambert

O projeto

ARTE SONORA é uma prática artística do duo Franz Manata e Saulo Laudares. O projeto – iniciado em 2009, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage – já assumiu diversos formatos: workshops, happenings, podcasts, exposições, publicações, programas de rádio, ações na web e programas de residência e seu conteúdo é disponibilizado, gratuitamente, no: exst.net/artesonora.

Ao longo de seis anos o ARTE SONORA deixou de ser apenas um workshop com happening em seu encerramento e se transformou numa plataforma de pesquisas, ações, gravação de programas sobre o tema para veiculação online com a participação de importantes artistas e pensadores brasileiros, como: Cildo Meireles, Guilherme Vaz, Rodolfo Caesar, o coletivo Chelpa Ferro entre tantos outros…

O duo

Franz é artista, curador e professor, Saulo é artista e DJ produtor e ambos lecionam na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. O duo começou suas atividades em 1996, a partir da observação sobre o universo do comportamento e da cultura da música eletrônica contemporânea e vem realizando programas de residência e participando de mostras, individuais e coletivas, dentro e fora do país.

Panorâmica da sala com trabalhos de Leandra Lambert na Ocupação

Info

Início: Sexta-­feira, 6 de Março, 18h
Visitação até 26 de Abril de 2015, de terça à domingo, das 10h às 18h
Castelinho do Flamengo (Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho)
Praia do Flamengo, 158
2205 ­0655
contato: exst.net@gmail.com

"As Três Torres", 2009, texto, música e caixas de acrílico - Alexandre Mandarino e Leandra Lambert

G1 - Antônio Carlos Miguel:

http://g1.globo.com/musica/blog/antonio-carlos-miguel/1.html

Catraca Livre:

https://catracalivre.com.br/rio/agenda/gratis/arte-sonora-faz-ocupacao-no-castelinho-do-flamengo/

No Brasil:

http://nobrasil.co/ocupacao-sonora-no-rio-coloca-o-som-no-centro-da-questao/

Página do evento:

https://www.facebook.com/events/1638511989705912/

"As Três Torres" na Ocupação, com som ambiente

Sexta-feira
Jan162015

Convergence + On Location

Registrando duas participações em eventos artísticos e acadêmicos com apresentação de trabalhos sonoros nos EUA em 2014 / Documentation of the participation in two artistic and academic events in the USA in 2014, with sound work presentations:

- Convergence 2014 (Columbia University, NYU, Hemispheric Institute) - Composição e caminhada sonora coletiva "NYC Ghosts and Voices" - 31 minutos / Composition and collective soundwalk "NYC Ghosts and Voices" - 31 minutes (Tompkins Square Park > Union Square).

- On Location (Conneticut College) - Execução da composição "Cortina de Ruínas" / Concert program including "Curtain of Ruins"



Quarta-feira
Jun252014

Experienced sonic fictions @ Interference: a journal of audio culture

Meu artigo/ my paper Experienced Sonic Fictions na ótima revista online/ in the excelent Interference: A Journal of Audio Culture.

Nessa edição/ in this issue: 

Felipe Hickmann & Rui Chaves

Guy Harries

Iain Foreman

Mark Peter Wright

Kim Cascone

Leandra Lambert

Lydia French

"For this issue of Interference we invited papers that addressed any aspect of auditory cultures but placed some emphasis on the methodologies and frameworks that informed research and practice. Sound is an epistemological practice and methodology that is now brought to bear in areas such as sociology, anthropology, geography and cultural studies, to name just a few disciplines. Auditory practices now complement, augment or replace existing methods. This becomes about listening in the traditional sense – to spaces, histories or discourses – but it is also about developing particular embodied, temporal, or ambulatory attitudes to empirical enquiry. There is a ‘sonic sensibility’ and the approaches featured in this volume suggest that this goes beyond simply lending the world an ear. However, we also recognise that Sound Studies is now so well-established in its own right that it is time to take stock of the methods and approaches that constitute the discipline." (Rachel O'Dwyer, editor)