Quarta-feira
Fev062019

Com o duo suíço Les Simon no Equilíbrio Instável de Paul Klee

Terça que vem estarei participando de um projeto realmente lindo na abertura da exposição do Paul Klee no CCBB-SP:

“Grenze des Gestrig-heutigen” é uma colagem musical feita a partir dos poemas e citações de Paul Klee concebida em 2005 para coro e orquestra por Simon Ho para a abertura do Zentrum Paul Klee, em Berna. Para o CCBB no Brasil o compositor Simon Ho dá continuidade a seu trabalho 13 anos depois. Formado por Simon Ho e Andi Hug, o Duo “Les Simon” recebe para essa performance musical a artista Leandra Lambert. Através da técnica de desconstrução e sobreposição, os artistas experimentam e buscam uma tradução da obra de Klee (citações, poemas e imagens) para a linguagem musical para voz, bateria, teclado e eletrônica. O show conta com o apoio do Consulado Geral do Brasil em São Paulo e do COINCIDÊNCIA – Um programa da Fundação suíça para a cultura Pro Helvetia. Curadoria: Chico Dub

Dias 13 e 14.02. 2019
Quarta e quinta, às 13h e às 20h
R$30 inteira
R$15 meia

Quarta-feira
Fev062019

2019 começou com a Newsletter SubLunar e adeus perfil no Fa(k)ebook

Comecei o ano finalmente realizando um projeto de enviar cartas digitais regularmente aos amigos, conhecidos e outros interessados. A ideia é buscar outras formas de contato online, fugindo da estupidez maligna que se tornaram as redes sociais em geral.

Entre meados de janeiro e início de fevereiro foram enviadas duas cartas: #00, "Um Pentagrama Dançando"; e #01, "Dos Naufrágios". Cada carta tem um tom e a peridiocidade será quinzenal, aos domingos, com eventuais edições extras. Para completar, apaguei meu perfil pessoal no fakebook: não fazia mais sentido, depois de tudo o que se sabe sobre esta rede.

Você pode se increver para receber a newsletter AQUI. Menos de um minuto, só colocar email e nome, confirmar, pronto.

Quarta-feira
Fev062019

Fim de 2018 - Lori live, "Mosherah" no SWIT e O Ruído da Máquina de Criar Tempo

Dezembro de 2018 começou com o show de lançamento do álbum YONI no Aparelho. Foi lindo, foi incrível e Photon Duo arrasou muito nas projeções e light design mais uma vez. Agradeço a todo mundo que foi e fez o ritual acontecer com força. 

Bem no fim do ano, o site irlandês SWIT - SuperWorldIndieTunes - indicou a música Mosherah, do álbum Yoni, do meu projeto LORI, em sua última lista SSSH! do ano.

Também rolou O Ruído da Máquina de Criar Tempo, pela primeira vez em formato programa de rádio arte - o formato para o qual projeto nasceu (e  eu antes não sabia). O insight foi fruto da chamada para a Somsocosmos II, residência sonora/musical de duas semanas na Fazendo São João. O resultado, de pouco mais de uma hora, é só o início da série de entrevistas sobre memória auditiva e imaginação sônica, costuradas a coletas sonoras e musicais do dia-a-dia. Pode ser ouvido AQUI, em um podcast que conta, ainda, com uma improvisação da qual também participei.

Mais sobre o programa na SOMSOCOSMOS:

O Ruído da Máquina de Criar Tempo – Parte 1
Realização: Leandra Lambert
Duração: 1h 1min 45s
 
Entrevistas afetivas, vozes que pensam a própria escuta, reflexões sobre a memória auditiva e imaginação sonora que nos acompanha desde sempre. Trechos de outras manifestações espontâneas e intempestivas, todas realizadas durante a residência Somsocosmos #2.
 
Falas de:
Alessandra Duarte, Alexandre Gwaz, Amanda Costa, Antônio Sobral, Arielle Soucy, Celso dos Vinis, Demetrius, Gabriel Martinho, Inti Anne, Jéssica, Letícia Naveira, Letícia Werneck, Leandra Lambert, Lorena Pipa, Mari Bley, Sandra, Verónica Daniela, Vinicius Fernandes.
 
Músicas e afins:
o Canto do Silo – improviso vocal de Leandra Lambert e Mari Romano dentro de um silo, editado por Mari Romano.
o Mantra “MA”- em aula de Kundalini yoga ao ar livre conduzida por Felipe Zenícola
o Talvez no Útero – canto baixinho, violão, água, cobre e eco – à beira da piscina, com Alessandra, Leandra, Liza e Paulinho Fluxus.
o Um corpo cai – trecho (10 min) da jam realizada na noite do Domingo 21/10. 
Com Alessandra, Benoit Crouste, Black Taffy, Gwaz, Laura, Leandra, Leticia, Vinicius.
o Canção de Hosam Omran 
o Pássaros, grilos, sapos, cigarras, chuva...

Improvisação |18min

Realização: Vinícius Fernandes

Se trata de uma sessão de improvisação durante a residência Somsocosmos #2, a partir da leitura de textos do livro “Audio Culture”, organizado por Christoph Cox. A peça foi motivada pelo texto de Frederic Rzewski (capítulo “Músicas improvisadas”) com participação de: Alexandre Gwaz, Antonio Sobral, Donovan Jones, Leandra Lambert e Vinícius Fernandes. A gravação foi feita por Laura Zimmermann e Veronica Daniela Cerrotta.

A locução dos textos, adaptados do próprio livro, é de Mari Romano.

Além desse podcast, mais dois programas ótimos foram produzidos pelo Gabriel Martinho e pelo Vinicius, com a participação de outros residentes e habitantes locais.

 

Domingo
Nov252018

Show de lançamento do álbum "YONI", LORI, no Rio, 01/12/18

Com projeções da Rebecca Moure/Photom Duo

O Aparelho fica na Praça Tiradentes, 85

Abertura às 22:30, shows a partir das 0h, festa até às 5h.

R$20 (R$15 apresentando ingresso do L7)

Evento no Facebook


Terça-feira
Nov062018

Primeiro álbum de LORI, "YONI", lançado pelo Sê-Lo! Netlabel em 29/10/18 

O primeiro álbum do projeto LORI tem nove músicas gravadas em viagens ou no homestudio de Leandra perto de Visconde de Mauá (na serra do Rio de Janeiro, em meio à Mata Atlântica), entre 2016 e 2018. Trata-se de uma espécie de jornada iniciática ao interior da terra, um território sublunar e primal. A faixa The Rye and The Ray Undone, que se desenvolve em torno de um take único de voz com efeitos ao vivo, incluindo um coro com harmonias em que a voz se torna também masculina, está presente na compilação Hystereofônica 1, da Tropical Twista Records. Soninaetenu é uma das músicas mais emblemáticas, em que todas as camadas foram realizadas com a voz processada em tempo real, inventando uma língua, cantos e invocações, loops sobre loops, "on the fly", em uma única sessão/transe que evoca um sabá. Nobody (Phantom) é um improviso de voz, detector de fantasmas, bateria e pedais, gutural, obsessivo e ruidoso. O detector foi construído em um workshop com Tara Pattenden a.k.a Phantom Chips no Festival Novas Frequências 2017. Uma versão demo foi transmitida no Late Junction na rádio BBC 3 Londres, em um programa com Tara. Outras seis músicas, sendo cinco inéditas, compõem o álbum.

O álbum completo já está disponível nas plataformas:

Bandcamp - https://selonetlabel.bandcamp.com/album/yoni
Spotify - https://open.spotify.com/album/5bE4xPe6pt2jzLE4lyPcbZ
DEEZER - https://www.deezer.com/br/album/75975422

Garganta, primeiro single do álbum Yoni, da Lori, entrou na playlist Feminatronic#138

Cena da Música Independente

credits

released October 29, 2018 

All lyrics and music are property and copyright of Leandra Lambert. 

All voices, lyrics, field recording, synthesizers, jaguar bass, drum machine, looper, phantom detector, pedalboard/processing: Leandra Lambert 
Guitars and Bass VI in track 6: Daniel Guedes 
Pianos in track 8: Isabel Nogueira 
Phantom Detector designed by Tara Pattenden a.k.a Phantom Chips. 

Recording, production and mixing: Leandra Lambert, SubLunar Studio. 
Master: Leandra Lambert, except track 1, by Luisa Putterman, Hystereofônica 1 compilation, Tropical Twista Records. 
Cover art: Rebecca Ramos and Leandra Lambert 
Logo Lori: Rebecca Ramos 

 

Quinta-feira
Out182018

LORI na Void - Quartinho #37, 18-10-18 + Residência SOMSOCOSMOS

Em outubro e novembro vai ter show com live streaming no Quartinho da Void + álbum LORI + duas semanas na incrível residência artística Somsocosmos: https://www.residenciasaojoao.com



Quarta-feira
Set122018

Dezembro de 2016 a Julho de 2018 - Um resumo

Foi muito tempo sem atualizar aqui, então segue um resumão de um ano e meio de atividades: 

- Dezembro de 2016 começou com o show-improviso de quase 2h do Dissonantes, no Novas Frequências. Na ordem da imagem: Natacha Maurer, Paula Rebellato, Carla Boregas, eu, Renata Roman. Intensidade de luzes, sombras, vozes e ruídos de mulheres. Links para algumas ÓTIMAS críticas:

10 momentos matadores do Novas Frequências 2016, Revista Bravo, Guilherme Werneck 

Novas Frequências 2016: os 10 melhores shows, O Volume Morto 

The Quietus, Tara Joshi :

"For a gig that takes place in the back room of a local recording studio - Audio Rebel - it is remarkable how immediately impactful this set is (...) Their raison d’être is to increase female involvement in the experimental music scene, and this show is cosmic. Maybe it’s the hotbox atmosphere, maybe it’s the way the lighting bathes them like they’re twinkling holograms, or maybe it’s the disconcerting, whirring drone of music; whatever it is, it keeps people glued there for the hour or so of their sublime performance."

- Dezembro de 2016 terminou com o lançamento da coletânea "Hystereofônica 1", da Tropical Twista Records. Foi toda produzida por mulheres: artistas, capa, técnica, a curadoria da Cigarra, a master da Luiza Putterman. A faixa "The Rye and The Ray Undone" do meu projeto LORI abre o álbum; e depois entrou para alguns podcasts incríveis. Três matérias sobre a compilação:

O Tempo, Revista Eletronika, Claudia Assef 

Vice, Thump Premieres, Amanda Cavalcanti 

Hystereofônica e a criação de rede de mulheres na música eletrônica, Guia Maria Firmina 

 - Primeiro semestre de 2017 foi passado escrevendo e lendo por horas e mais horas bem pertinho da Mata Atlântica de altitude, terminando a minha tese de Doutorado em Artes pela UERJ/Paris 1, com orientação da muito querida Leila Danziger. A defesa aconteceu no fim de junho no Espaço Cosmos da também muito querida Juliana Franklin. Na banca, Sheila Cabo, Isabel Nogueira, Cesar Kiraly, L.C. da Costa. Isso quer dizer que sou DOUTORA, vejam só. Também quer dizer que precisei descansar a cabeça e o corpo de projetos e deadlines por um bom tempo, porque desde 2009 estava numa certa função... FIM DE CICLO! FOGOS! ABRAM OS VINHOS!

- A peça "Cortina de Ruínas", em parceria com Alex Mandarino, foi selecionada para a programação brasileira de rádio da Documenta 14 (2017), com curadoria local de Janete El Haouli e José Augusto Mannis, dentro do Every Time A Ear di Soun. Houve difusão online, em Kassel, Atenas e na Rádio MEC do Rio. No ano seguinte a música também entrou para a coletânea система/System 03 (Ucrânia/França) e foi transmitida em um programa de rádio com Knappy Kaiserknappy na Rinse FM France.

- Fiz um show no Aparelho, Rio, improvisando com Isabel Nogueira e Sanannda Acácia. Foi foda, foi barulhento e foi bruxaria. 

- Continuei a gravar meu projeto solo LORI. Me apresentei ao vivo pela primeira vez usando esse nome, e com as incríveis projeções da Rebecca Moure, no final de 2017, na Comuna Intergaláctica, evento de arte e ciência que ocorreu no Observatório do Valongo, Rio. Foi um caos intenso que terminou com vento, chuva e trovoadas lindas iluminando entre os galhos.Também participei de um workshop com a Tara Pattenden, a.k.a Phantom Chips, no Novas Frequências. Construí um Phantom Detector que foi usado em uma música como LORI. Uma versão demo foi transmitida no Late Junction na rádio BBC 3 Londres, em um programa com Tara. 

- No meio disso, achei um filhote de gato doente na estrada Mauá-Maromba e acabei adotando mais um. A lindeza foi batizada de Thoth, por sua aparência egípcia e seu caráter altamente ativo e comunicativo.

- Em fevereiro de 2018, pouco antes do Carnaval, mais um live no Aparelho, improvisando com outra mulher, AJA (a inglesa Aja Ireland), que em seguida lançou um álbum pela Opal Tapes. Foi a Tara quem apresentou. :-)

- Em Abril de 2018, mais uma apresentação como LORI, dessa vez na Festa da Lei, realizada no aniversário de Crowley, no Calen, Rio. Mais uma vez, com as projeções da Rebecca. A apresentação foi solo, com um repertório mais definido e algumas versões mais rítmicas/percussivas para o live.

- Dias depois, o meu artigo "Escutar Caminhos", com um bom trecho da minha tese, foi publicado em inglês e português no periódico internacional ARJ - Art Research Journal. Primeiro artigo já devidamente Doutorada, saiu como dossiê da edição Perspectivas Multidisciplinares na Arte. Um trabalho meu ilustra a capa. 

- Mais um show como Lori tendo a parceira Rebecca nos vídeos, dessa vez no Hiperorgânicos 8, eventão de Arte e Ciência da UFRJ, no Museu de Arte e Astronomia do Rio.

- A gravações e mixagens do projeto Lori continuaram, se encaminhando para a finalização de nove músicas, cerca da metade das que iniciei nesse projeto. Ficou acertado para Outubro o lançamento por um selo independente brasileiro muito bacana.

 

Quinta-feira
Nov032016

NOVAS FREQUÊNCIAS + Fora de Fase + Encontro de Criatividade Sonora

Participarei de três apresentações neste fim de ano: no Festival Novas Frequências, dentro do Dissonantes, no Audio Rebel, no Rio de Janeiro, dia 5/12; no Fora de Fase, série de concertos curtos no CCSP que integra a programação da Conferência Internacional de Sonologia 2016 - Out of Phase, dia 23/11; e ao final do Encontro Nacional de Criatividade Sonora, na Galeria La Photo, em Porto Alegre, dia 19/11 - ambos com Isabel Nogueira. No Sonologia, também arpesentaremos trabalho teórico.

Sobre os eventos:

O projeto Dissonantes terá um espaço no Novas Frequências (o maior festival internacional de música experimental-inovadora-etc do país).

DISSONANTES é uma série de apresentações de música experimental organizada por Renata Roman e Natacha Maurer. O projeto surge como resposta à pergunta “onde estão as mulheres na cena experimental?” Além das criadoras do projeto, se apresentam Carla Boregas e Paula Rebellato (Rakta) + Leandra Lambert. Dia 5/12 no Audio Rebel.

Programação completa: http://www.novasfrequencias.com/2016/

FORA DE FASE:
MÚSICA EXPERIMENTAL E CRIAÇÃO SONORA

When:
Wednesday, Nov 23rd 2016, 8:30 p.m.

Where:
Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro 1000 Paraíso,
São Paulo 01504-000

What:
Fora de Fase is a showcase for brazilian artists involved in the production of experimental music and sonic mischieving. Each one of them, in their own way, navigates through diverse approaches such as free improvisation, algorithmic composition or radio-art. The concert highlights this diversity, while presenting the work of recognised artists and their critical and creative approach with sound. A body of work that explores music making and its relationship with performance, ideology, soundscapes, memories and performance.

Program:

I – André Damião
Narva 2

II  – Janete El Haouli & José Augusto Mannis
Memórias de Zahrah

III  – Leandra Lambert & Isabel Nogueira
Strana Lektiri

IV – Alexandre Fenerich
Coleção Peripatética de sons

V – Orquestra Errante, Kairospania e Luzilei Aliel
Suíte [en]quadrada

Programação completa do evento:

http://www2.eca.usp.br/sonologia/

 

Encontro de Criatividade Sonora - dia 4 - encerramento na LaPhoto Galeria  
Travessa da Paz, 44

Peça para aparelhos, contrabaixo e teclado: Chico Machado
Preset Managers: Carlos Ferreira, Luciano Zanatta, Ricardo De Carli
Banda Aberta: Ariane Stolfi, Fábio Goródscy, Antonio Deusany de Carvalho Júnior
Strana Lektiri Voicing Cut-Up Tragedy: Leandra Lambert e Isabel Nogueira
naøs: Henrique Chiurciu, Sergio Abdalla Saad Filho 
Arcofluxo: bella, Sanannda Acácia, Isabel Nogueira
dehors

Quarta-feira
Nov022016

Antes da Terra Incógnita, Feminoise e Dissonance from Hell

Um álbum de trabalhos meus com Alex Mandarino, Antes da Terra Incógnita, está disponível no SpotifyiTunes, Apple Music, Tidal, Deezer, Amazon, Groove, Google Play, Bandcamp e Soundcloud, entre dezenas de outras lojas.

Além disso, duas coletâneas de música experimental latino-americana estão disponíveis no Bandcamp para quem quiser ouvir! (incluindo trabalhos em que participo, é só procurar que acha...)

FEMINOISE, com 60 artistas solo/duplas de mulheres ou grupos em que predominam mulheres.

DISSONANCE FROM HELL: AMÉRICA LATINA, ENTRE RUÍDOS Y RUÍNAS

 

 

Quarta-feira
Nov022016

SONORA - Ciclo Internacional de Compositoras

Presente no Sonora PoA: na coversa de abertura, em apresentação Strana Lektiri com Isabel Nogueira na Galeria La Photo e em show do Terra Incógnita + Medula no Ocidente. 


O Sonora - Ciclo Internacional de Compositoras é um festival internacional que busca evidenciar a produção de compositoras mulheres. Em 2016 é realizado em 6 países e em mais de 20 cidades.

A edição de Porto Alegre acontece entre 24 e 28 de agosto (de quarta a domingo), em 4 locais diferentes com a participação de mais de 20 compositoras. Os eventos têm entrada franca com contribuição espontânea, com exceção de domingo, com ingresso de 10 reais. A programação é:

24/08 (quarta), 18h, no BAR OCIDENTE (Av. Osvaldo Aranha, 960):
- Roda de conversa "mulheres multi: ações e contextos", com Simone Rasslan, Adriana Deffenti, Julia Barth, Mariana Bandarra, Isabel Nogueira, Leandra Lambert e Isadora Nocchi Martins
- Shows de: Carmen Correa e Adriana Deffenti
- ENTRADA FRANCA (+ contribuição espontânea!)

25/08 (quinta), 19h, na GALERIA LA PHOTO (Travessa da Paz, 44):
- Música experimental com: Isabel Nogueira, Isadora Nocchi Martins, Cuca Medina, Strana Lektiri (Isabel Nogueira e Leandra Lambert)
- ENTRADA FRANCA (+ contribuição espontânea!)

26/08 (sexta), 19h, no ATC -INSTITUTO DE ARTES DA UFRGS (Rua Senhor dos Passos, 248)
- Música para e com piano com: Sandra Mohr, Mariane Kerber e Ariane Wink, Dunia Elias, Bethy Krieger, Catarina Domenici
- ENTRADA FRANCA (+ contribuição espontânea!)

27/08 (sábado), 19h, na CASA CULTURAL TONY PETZHOLD (Av. Cristóvão Colombo, 400):
- Canções ou música de câmara com: Maitê Saldívia, Karine da Cunha e Três Marias (Andressa Ferreira e Gutcha Ramil)
- ENTRADA FRANCA (+ contribuição espontânea!)

28/08 (domingo), 16h-21h, no BAR OCIDENTE (Av. Osvaldo Aranha, 960):
- Shows de: Bibiana Morena, Skia, 3 Like Us , Terra Incógnita + Coletivo Medula
- ENTRADA: 10 REAIS